Qual largura do canal é ideal para o roteador melhorar o sinal de Wi-Fi?

A velocidade da internet está apresentando baixo desempenho? Sem dúvida, vale a pena analisar se não é um problema relacionado ao bandwidth – também conhecido como largura do canal do roteador.

De modo geral, essa configuração pode ser estabelecida em 20MHz ou 40MHz. E essa simples informação pode fazer uma grande diferença no desempenho e velocidade do Wi-Fi. Veja abaixo algumas dicas para identificar e corrigir a função:

Como escolher?

De modo geral, o mais indicado é que – numa frequência de 2,4 GHz, o bandwidth esteja em 20 MHz. E isso porque uma largura de 40 MHz pode causar transferências, comprometendo o sinal da rede e fazendo com que a transmissão de dados fique muito fraca.

Por outro lado, se o roteador trabalha numa faixa de 5 GHz, o ideal é investir no canal em 40 MHz. Um teste de velocidade simples irá comprovar que – com essa mudança – a capacidade do fluxo de informações poderá dobrar.

Fique atento a questões de compatibilidade

Vamos supor que você tem um tablet fabricado para operar apenas em 20 MHz. Se o seu roteador estiver com uma configuração de 40 MHz, o aparelho não irá conseguir receber o sinal Wi-Fi.

Por isso, fique atento quanto ao manual de todos os seus aparelhos que acessam a internet, pois dessa forma será possível compreender sob quais condições ele funciona de maneira satisfatória.

Alguns especialistas indicam que – em todo caso – uma alternativa é ativar a compatibilidade para todas as larguras de canal.

Como realizar a troca?

Primeiro, digite seu número IP na barra de endereço do seu navegador. Com a página do roteador aberta, insira o nome e senha do aparelho (que, geralmente, é “admin” nos dois campos).
Faça login e, logo depois, prossiga para o menu do roteador. Clique em “Sem fio” (ou “Wireless”). Em seguida, será aberto um menu com a opção “Avançado” (ou “Advanced”). Clique.
Na página, você irá encontrar “Bandwidth” e a possibilidade de escolher 20 MHz ou 40 MHz; Pressione o botão “Aplicar/Salvar”.

E se não resolver?

Aí será necessário verificar a possibilidade de estar ocorrendo outros problemas com a sua internet. Se você costuma sempre utilizar o Wi-Fi, por exemplo, chegou a hora de mudar esse hábito. Dependendo do que estiver fazendo, utilize o cabo azul, que permite maior velocidade.

Além disso, também fique atento para questões como vírus e número excessivo de páginas e programas abertos ao mesmo tempo!

Velocidade da internet

Por fim e não menos importante, a velocidade da internet cumpre um papel fundamental. Você já fez um teste de velocidade para verificar se ela de fato funciona bem na sua casa?

Se ficou curioso para realizar uma verificação completa, acesse agora mesmo o MinhaConexão – um portal que conta com a maior rede de provedores associados no Brasil. Além de contar com precisão no resultado, o site ainda salva o relatório dos testes e funciona sem a instalação de nenhum programa ou aplicativo.

Posts Relacionados