O que é jitter e como ele influencia na sua conexão?

A performance da internet e a velocidade da conexão são importantíssimas nos dias de hoje, para que os usuários possam navegar com a maior qualidade possível. Entre os principais indicadores de desempenho estão a velocidade de download, upload, ping e jitter. 

Neste artigo você vai saber as principais informações sobre o jitter e entender como ele pode interferir na sua navegação. Confira!

O que é jitter?

Você provavelmente já escutou por aí que a rede está “congestionada” ou “atrasada”, certo? Pois esse tipo de comentário está ligado diretamente ao jitter. Ao utilizarmos essa expressão estamos falando da variação com atraso na entrega de dados em uma rede.

Isso significa que que há uma interrupção na sequência normal na troca de pacotes de dados, considerando o envio e o recebimento durante a conexão. Isso ocasiona em uma flutuação, que faz com que a experiência na internet seja impactada.

O jitter é medido a partir dos testes de pings, considerando a largura da rede e o tempo entre a troca de dados. 

Qual é a diferença entre ping e jitter?

Quem não se aprofunda muito no desempenho da internet mal faz distinção entre ping e jitter, já que os números elevados de ambos mostram que a qualidade não está muito boa. No entanto, eles não são sinônimos. 

Como falamos anteriormente, o jitter é a variação constante nos testes de Ping. Já o Ping é a latência da rede. Ou seja, quanto tempo um pacote de dados demora para ir do seu computador até o servidor e voltar. 

Qualquer dado de Ping que esteja acima de 100ms indica que a conexão está muito lenta e que há problemas na troca de informação na rede. 

Se isso acontecer ocasionalmente não irá interferir tanto no jitter, que traz indicadores das várias diferenças encontradas ao testar o ping. Mas, se os valores do ping estão constantemente elevados, consequentemente o jitter também estará, apresentando o atraso na rede.

Para que você possa aprofundar sobre o Ping, temos um artigo exclusivo sobre o assunto!

Como o jitter impacta na sua conexão?

Caso os índices elevados do jitter sejam esporádicos, o atraso ocasionado só será sentido pelo usuário em determinados serviços. Isso porque em algumas trocas de dados, ele tem impacto mais significativo.

É o caso, por exemplo, nas chamadas de voz e vídeo.  O atraso é mais prejudicial porque para essas funções os pacotes são divididos. Há um pacote de transferência para dados Volp, de voz, e outro para imagens. 

A tentativa de envio e recebimento de imagem e voz ao mesmo tempo vai exigir mais da conexão e pode haver diferentes pings para cada uma das transmissões. Quando há jitter, você percebe que a fala está atrasada. A imagem mostra que a pessoa já falou o áudio que você recebeu com alguns milissegundos de atraso.

Há outras situações em que o jitter pode impactar. É o caso, por exemplo, de grande tráfego de usuários em um mesmo site.

Se o servidor não estiver preparado para receber grande fluxo de acesso, isso pode ocasionar em falha no carregamento e até fazer com que a página saia do ar. Nesses casos, o problema não está na sua internet e sim na outra ponta da comunicação.

Meta de jitter da Anatel

O jitter é tão importante como indicador do desempenho da internet que em 2011, e novamente em 2014, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) o colocou entre as metas a serem alcançadas pelas operadoras que oferecem internet banda larga. O intuito é que cada vez mais seja oferecida uma boa conexão para os clientes.

Para que se tenha uma qualidade mínima, a instituição colocou o indicador de jitter em até 50ms em no mínimo de 95% das medições. Mas, isso levando em consideração que ainda há planos com baixa velocidade em operação no país. 

Esse não é o índice ideal do jitter para uma navegação perfeita, mas essa meta já contribui para que as operadoras invistam em tecnologias e infraestrutura para melhorar os serviços de internet oferecidos no Brasil. 

Qual é o jitter ideal?

Em uma rede com funcionamento perfeito, o que se espera do jitter é que seja zerado, ou seja, sem nenhuma variação de atraso na troca de dados na internet.

No entanto, há diversos fatores que interferem na sua conexão. Desde o plano de internet banda larga contratado, o tipo de conteúdo que você está acessando, a quantidade de pessoas na página e até mesmo o navegador de internet.

Diante disso, para o melhor desempenho da sua conexão, o ideal é que o jitter esteja abaixo de 20ms. Com essa medida, qualquer atraso não é sentido pelo usuário e a experiência de navegação será boa. 

Caso o jitter exceda 30ms, o impacto será perceptível pelo usuário, principalmente no caso de videoconferências e chamadas por Volp. 

Para usuários que fazem muito uso desse tipo de serviço é importante investir em uma boa internet banda larga. Pacotes que contam com alta velocidade costumam ter menos jitter e uma melhor experiência para o cliente. Com a popularização do serviço, é possível contratar um bom plano sem estourar o orçamento!

Faça um teste de velocidade

É verdade que quando a conexão está lenta você percebe instantaneamente. As páginas demoram a carregar, um arquivo demora para ser anexado no e-mail, o streaming trava toda hora e você não consegue ver as fotos no Instagram.

Mas, para acompanhar o desempenho da sua internet é fundamental fazer testes periódicos. Assim você descobre a velocidade que está recebendo da sua operadora, tanto de download quanto de upload.

No MinhaConexão você tem acesso a um teste de velocidade gratuito. Basta acessar a página do teste. Ao entrar, a velocidade já começa a ser medida automaticamente. Em alguns segundos você tem todos os dados necessários para saber como anda a sua conexão. 

Os dados ficam armazenados de acordo com o seu IP e você pode comparar sempre que quiser, conferindo se há consistência ou não no serviço que você contratou. 

Embora o teste não informe qual o valor do jitter da sua conexão, você é capaz de conferir qual o seu ping. Se o valor do ping for superior a 100ms sua internet não está com boa velocidade e há atraso na conexão.

Posts Relacionados

Internet isenta de ISS no Internet para Todos

Autor: minhaconexao | 22 de maio de 2019
O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações publicou, no dia 8, uma portaria com as novas diretrizes do programa de conectividade, que tem o…