Casa Inteligente: O que é e Como Funciona Para Ter a Sua

Se você chegou até aqui, deve ter ouvido falar no conceito de casa inteligente

Também chamada de smart home, a ideia é conectar objetos e automatizar processos para trazer mais conforto e qualidade de vida.

Apesar de já ser aplicado em alguns casos, o conceito ainda parece estar longe da realidade para várias pessoas. Será mesmo? 

Na verdade, qualquer pessoa pode ter, pelo menos, uma indicação de como essa integração funcionará. Basta lembrar dos aparelhos de ar-condicionado ativados a distância, pelo celular.

Mas a automação residencial ainda vai além. Vamos explicar o que é uma casa inteligente, como ela funciona e o que é preciso para chegar a esse nível. Aproveite e saiba mais!

O que é uma casa inteligente?

Uma casa inteligente é aquela que sofre os benefícios da automação

Com isso, os aparelhos estão interligados e conectados à internet. Além disso, possuem integração entre si — e isso traz mais segurança, conforto e praticidade.

Na prática, várias situações se tornam mais simples em uma casa inteligente. Por exemplo:

  • Você pode programar para que, ao tocar o despertador, a cafeteira comece a funcionar e deixe o seu café pronto.
  • Pelo celular, você pode acionar o turbo da sua geladeira para que a bebida esteja geladinha quando chegar em casa.
  • Com um comando de voz, como “Ok, Google!”, você ativa o ar-condicionado para manter sua residência na temperatura ideal ao voltar para ela.
  • A distância, a panela elétrica ou o forno é ativado e permite que a sua comida fique pronta no horário desejado.
  • Ao chegar em casa, você liga as luzes com um controle ou pelo celular para trazer mais segurança.

Tudo isso é possibilitado devido a uma assistente virtual ou um aplicativo que concentra a integração dos aparelhos. Alguns dos intermediários que ajudam nesse processo são:

  • Alexa.
  • Google Assistente.
  • Siri.
  • HomeKit.

No Brasil, o mercado de automação residencial ainda está no começo. Apesar disso, a expectativa é que haja um crescimento de 21% nesse mercado.

Em outros países, como os Estados Unidos, o conceito já está consolidado. Por isso, é questão de tempo até você automatizar a sua casa.

Como funciona a automação residencial?

O objetivo da casa inteligente é ter um sistema que integre os diferentes dispositivos instalados e garanta a sua conexão à internet

A partir disso, todas as atividades podem ser controladas a distância. Aqui, estão incluídos, entre outros processos:

  • Iluminação dos ambientes.
  • Irrigação do jardim.
  • Limpeza.
  • Climatização.
  • Segurança.

Na verdade, o conceito de smart home não é limitado. Portanto, é possível utilizá-lo em diferentes situações corriqueiras, desde que os dispositivos estejam conectados a uma rede internet, como um modem Wifi.

No futuro, a integração deve ser cada vez maior devido à Internet das Coisas (IoT). Hoje, algumas das principais tecnologias de uma smart home são:

  • Fechadura digital: as portas podem ser fechadas sozinhas e têm um sistema de autorização da entrada de terceiros. A análise é feita pelo celular. Em alguns casos, é utilizada a biometria. Se houver a tentativa de entrada de um intruso, o morador recebe uma notificação pelo smartphone.
  • Eletrodomésticos: a categoria abrange de fogão a geladeira. Permite programar a ativação dos equipamentos e até cadastrar alimentos perecíveis para receber um aviso quando eles estiverem perto da data de vencimento.
  • Robôs de limpeza: é um equipamento que faz a limpeza de casa sozinho. Alguns modelos chegam a aspirar o pó, passar pano e limpar o piso. Ainda se ajustam a diferentes tipos de piso.
  • Iluminação: possibilita a personalização dos ambientes para adequar os níveis de luz e programar quando as lâmpadas devem ser acesas e apagadas. Você ainda pode instalar painéis touch para ativar o sistema de iluminação.
  • Persianas: favorece a abertura e o fechamento com apenas um toque em todos os cômodos da casa.
  • Home theater: garante o controle dos sistemas de áudio e vídeo a partir de apenas um botão no smartphone ou no tablet. Com isso, você deixa de lado a grande quantidade de controles remotos.
  • Ar-condicionado: permite controlar a temperatura a distância, com a ajuda de um tablet ou smartphone. Ainda é possível conferir se os equipamentos foram desligados.
  • Segurança: a casa inteligente favorece a instalação de um sistema de câmeras para fazer o monitoramento 24 horas.

Esses exemplos mostram como uma casa inteligente pode ajudar o seu dia a dia. Com esses recursos, você tem mais segurança, praticidade e conforto.

O que é preciso fazer para automatizar uma casa?

Qualquer residência pode ser automatizada e se tornar uma smart home. Para isso, é preciso comprar um kit pronto ou os aparelhos individualmente para fazer a instalação.

Mais do que isso, é importante ter uma boa conexão com a internet. Sem uma velocidade adequada, será mais difícil assegurar a melhor integração dos aparelhos, já que ela depende diretamente da banda larga.

Assim, com um plano de internet de qualidade e que entrega a velocidade esperada, sua casa inteligente pode trazer mais praticidade para a sua rotina.

Quer saber se a sua internet é rápida o suficiente para uma smart home? Faça o teste de velocidade no Minha Conexão e confira o resultado!

Posts Relacionados