Entenda o que é hardware

Nesse texto vamos mostrar o que é hardware, os tipos existentes no âmbito da computação, alguns exemplos e a diferença entre hardware e software. 

Quer saber mais? Continue a leitura e tire suas dúvidas!

Você sabe o que é hardware?

É chamado de hardware qualquer máquina, utensílio, ferramenta ou um equipamento mecânico para realização de uma determinada atividade. 

Porém, essa palavra ganha significado mais relevante no âmbito da informática. 

Nesse caso, a palavra hardware é usada, normalmente, para definir um conjunto de componentes físicos internos ou externos de um equipamento eletrônico como computador, celular ou tablet.

Tipos de hardware

Existem duas definições básicas de hardware: o interno e o externo

O interno é, conforme já falamos, todos os componentes que formam a estrutura da máquina, como por exemplo processador, a estrutura básica da máquina e memória RAM. 

Já o hardware externo é tudo o que se conecta para complementar o seu bom funcionamento, como monitor e teclado, por exemplo.

Os exemplos mais comuns de hardware na computação são:

  • Monitor;
  • Teclado e mouse;
  • Placa-mãe;
  • HD e memória RAM;
  • Fonte de energia;
  • Placa de vídeo e de áudio;
  • Placa de rede;
  • Processador;
  • Webcam.

Sendo assim, podemos definir alguns tipos de hardware que nos ajuda a identificar o funcionamento do computador e como um determinado equipamento deve ser usado como:

Hardware de armazenamento

O hardware de armazenamento é todo aquele que armazena dados não importando se é de forma temporária ou permanente. Podemos citar como exemplo alguns tipos como:

  • Pendrive;
  • HD Externo ou disco rígido;
  • Memória RAM.

Hardware de processamento

Esses são os hardwares que contribuem para o processamento de toda a máquina e é, por causa dele também, que o sistema operacional do computador tem um bom ou mal funcionamento

Exemplos de hardware de processamento são:

  • Placa de vídeo e áudio;
  • Fonte de energia;
  • Processador da máquina.

Hardware de entrada

São os componentes externos no qual existe uma conexão com o computador para que ele consiga desenvolver funções complementares. São exemplo de hardware de entrada:

  • Mouse e teclado;
  • Microfone externo;
  • Carregador de bateria;
  • Tela touch screen;
  • Webcam.

Hardware de Saída

Esses tipos de hardware recebem informação do computador, ou seja, recebem os dados do sistema computacional. Separamos alguns exemplos de hardware de saída como:

  • Impressora;
  • Caixas de saída de som;
  • Monitor;
  • Fones de ouvido.

Diferença entre hardware e software

Na informática, muitas pessoas confundem as palavras hardware e software, porém, se tratam de coisas diferentes, mas complementares. 

Isso porquê, para que o hardware funcione efetivamente é necessário o software, que é a parte lógica da informática.

Separamos abaixo a diferença de cada um deles:

  • Hardware é a parte física do computador. É também conhecida como um conjunto de peças que fazem com o objeto exista;
  • Já o Software é o que podemos dizer da parte lógica do computador. É ele que dá as instruções e o direcionamento para que as ações sejam feitas dentro daquele hardware.

Os softwares podem ser classificados em duas partes:

  1. Softwares de sistemas, como por exemplo os drivers, e;
  2. Softwares aplicativos, como por exemplo Telegram e WhatsApp.

Aceleração de hardware

A aceleração de hardware é uma ferramenta utilizada por alguns softwares. 

Ela visa distribuir a carga de processamento de determinada tarefa para os diferentes componentes de um computador. 

Desse modo, a aceleração diminui a sobrecarga da CPU (processador), o que deixa a máquina muito mais rápida e eficiente.

Além disso, a aceleração de hardware também pode melhorar a vida útil de alguns componentes externos, como da bateria e até melhorar o funcionamento do computador.

A aceleração de hardware é indicada quando o objetivo do uso da máquina for para algo que exija muito do processamento de dados como jogos em rede, renderização de vídeos, imagens e de softwares. 

Teste ou diagnóstico de hardware

Com tantos hardwares dentro de uma máquina, é comum que alguns deles apresentem falhas ou parem de funcionar de forma repentina. 

Por isso, é importante realizar testes regulares de diagnóstico de hardware no seu computador. 

Dessa forma, você garante que não será pego de surpresa caso algo deixe de funcionar corretamente de uma hora para a outra. 

Além de evitar que seja mais complexo saber de onde vem o erro depois.

O Windows 10, por exemplo, possui duas ferramentas de testes para hardware internos:

Monitor de desempenho

Analisa o desempenho do sistema operacional da sua máquina. A ferramenta realiza diversas análises de hardware, CPU, disco e memória. Para realizar o teste:

  1. Abra o aplicativo do Windows 10 “Performance Monitor”, para isso, procure seu nome na “Cortana” (assistente virtual da Microsoft em forma de círculo que fica ao lado do campo de pesquisa da barra de tarefas do computador);
  2. Clique no link e pronto!

Diagnóstico de memória

Esse recurso realiza testes de memórias no computador. De forma simples, ele analisa quando a memória RAM da sua máquina está falhando. 

Para abrir a ferramenta, siga as instruções abaixo:

  1. Pressione Windows + R para abrir o “executar”;
  2. Digite “mdsched.exe”;
  3. Pressione “enter” e pronto.

O Windows vai pedir para você reiniciar o computador e o teste pode demorar alguns minutos. Quando seu computador ligar, você verá o resultado do teste.

Outros aplicativos de diagnósticos

Essas análises e diagnósticos são essenciais para você prolongar a vida útil do sistema e, consequentemente, do seu computador. 

Por isso, é importante que você ou algum técnico faça-os periodicamente.

Além dos aplicativos nativos do Windows 10, também é possível fazer a análise por meio de aplicativos de terceiros como:

  • MemTest86;
  • HWiNFO;
  • CrystalDiskInfo;
  • RWTudo.

Todos esses aplicativos podem ser baixados de forma gratuita. 

Mas, certifique-se da fonte onde você está baixando, para evitar que você faça o download de vírus e instale-os no seu computador. Sempre dê preferência para os sites oficiais dos aplicativos.

Virtualização de hardware

A virtualização de hardware serve para criar um computador virtual dentro do seu próprio computador, ou seja, com ele é possível instalar outro sistema operacional, realizar tarefas e rodar programas. 

Para ficar mais simples de entender, podemos dizer que a virtualização de hardware é um sistema que simula um novo aparelho.

Com essa virtualização é possível, por exemplo, experimentar um computador Linux sem precisar instalar o sistema. Isso porque a instalação é feita por meio de uma máquina virtual.

Vale lembrar que, para utilizar alguns serviços online no seu computador ou na máquina virtual é preciso que sua máquina esteja entregando a internet banda larga de forma completa para você, com uma boa velocidade de conexão. 

Para verificar como está sua velocidade, utilize o teste de velocidade do Minha Conexão e avalie sua internet. 

Em apenas alguns segundos você confere qual a taxa de download, upload e o ping. É gratuito e não precisa de nenhum cadastro!

Posts Relacionados

Internet: será o fim da neutralidade na rede?

Autor: minhaconexao | 23 de maio de 2019
Nos Estados Unidos, as regras que determinam o fim da neutralidade da rede estão praticamente prontas para serem colocadas em prática. O fim da neutralidade…