Minha Conexão

7 dicas para mudar de internet sem precisar pagar multa!

Não tem coisa pior do que ficar preso em uma internet ruim e ainda ter que pagar multa para mudar de plano, não é mesmo? 

Mas fique tranquilo, nesse conteúdo vamos te apresentar 7 super dicas de especialista em telecomunicações para mudar de internet sem ter que pagar nada a mais por isso!

1- Esteja atento ao não cumprimento das cláusulas contratuais 

A dica número um é: leia atentamente o contrato do seu plano. 

Ao contratar qualquer serviço de internet banda larga você assina um contrato com a operadora. Nesse contrato estão indicadas todas as obrigações e possíveis consequências. 

Ou seja, é uma via de mão dupla! Assim como a multa é uma consequência dada ao consumidor que não seguiu os prazos estipulados no contrato, a operadora também pode sofrer consequências por não cumprir as cláusulas contratuais. 

Sendo assim, o primeiro passo para mudar o seu plano sem ter que pagar multas é conferir se o provedor cumpriu com o prometido, como benefícios, descontos e serviços adicionais.

O especialista Alexandre Martins alerta que a multa por cancelamento só poderá ser efetivada caso os benefícios prometidos tiverem sido oferecidos integralmente, assim como estipula os artigos 57 e 58 da Resolução nº 632/2014 da ANATEL.

Pensando em mudar de plano de internet? 

Confira as ofertas de internet banda larga que estão disponíveis na sua região!

 

Planos disponíveis em SÃO PAULO/SP
VER PLANOS EM

    

Veja a cobertura exata de Internet em sua região

?
O plano selecionado está indisponível no seu endereço, mas encontramos outros, tão bons quanto, para você! 😉

As informações serão utilizadas apenas para indicar com precisão os planos disponíveis no seu endereço.

Precisamos confirmar se o plano escolhido está disponível no seu endereço:

O plano selecionado está indisponível no seu endereço, mas encontramos outros, tão bons quanto, para você! 😉
Boa notícia! 🎉
Confirmamos a disponibilidade do plano selecionado no seu endereço!

As informações serão utilizadas apenas para indicar com precisão os planos disponíveis no seu endereço.

Anúncio

Tim Ultrafibra 300 Mega + 200 Mega

Logo Tim
500 MBPS
Download: 500 MBPSUpload: 250 MBPS
Fidelidade
12 meses
Instalação
Grátis
R$98,50/mês
Serviços inclusos:
Bancah Jornais
Aya Books
Segurança Digital
Babbel
Anúncio

Claro Net 350 Mega Globoplay

Logo Claro
350 MBPS
Download: 350 MBPSUpload: 35 MBPS
Fidelidade
12 meses
Instalação
Grátis
R$99,90/mês
Serviços inclusos:
Globoplay
Claro Video
Skeelo
McAfee
Anúncio

Vivo Fibra - 500 Mega

Logo Vivo
500 MBPS
Download: 500 MBPSUpload: 250 MBPS
Fidelidade
12 meses
Instalação
Grátis
R$120,00/mês
Serviços inclusos:
Newco
Funkids
Skeelo
Clube de Revistas

2- Verifique se houve falta de clareza contratual

Não da para cobrar o que não foi dito, concorda?

Portanto, segundo o especialista Alexandre Martins, caso o contrato não deixe claro todas as informações, obrigações e consequências que o consumidor deve saber antes de contratar, a operadora estará infringindo o artigo 6 do código do consumidor. 

Mas talvez você se pergunte: o que, exatamente, tem que estar claro no contrato? 

Bom, a primeira coisa que deve conter nas cláusulas contratuais são os períodos, como tempo de permanência, fidelidade e vigência da oferta. 

Além disso, outras coisas também devem estar claras, como possíveis multas, a existência de condições para alterações no valor e especificações sobre o uso dos benefícios.

Sendo assim, nesse caso, você tem a possibilidade de realizar o cancelamento do seu plano sem ter que pagar a mais por isso!

Enfrentando problemas com a sua operadora? Conheça as ofertas de internet fibra ótica!

3- Sinalize possíveis falhas no serviço prestado (com dica de especialista)

Ao contratar um plano de internet, o mínimo que esperamos é receber o sinal de internet, não é mesmo? Infelizmente, em alguns casos, nem esse mínimo a operadora consegue entregar!

Se você mora em uma região que possui um bom sinal de rede, é fundamental que a velocidade de conexão recebida seja a mesma contratada. 

Caso contrário, a operadora não estará oferecendo o serviço que está sendo pago e, nesse caso, você pode mudar de plano sem pagar multa. 

Ao conversarmos com o especialista em telecomunicações, Alexandre Martins, ele nos trouxe uma dica importante em relação às falhas do serviço, confira:  

Registre tudo que for possível!

É muito importante que você registre essas falhas para credibilizar a sua fala!

 

Uma dica de registro é fazer um teste de velocidade, que indica exatamente a quantidade de internet recebida e caso seja menor que a contratada, você pode fazer fotos ou vídeos que comprovem a situação.

 

 - Alexandre Martins, Designer de Produto e Especialista em Telecomunicações do site Minha Conexão.

4- Certifique-se de que o prazo de fidelidade não é superior a 12 meses

O terror dos consumidores de serviços de telecomunicação tem um nome: fidelidade!

Alexandre Martins também faz um alerta sobre a fidelidade, que é um dos maiores problemas na hora de mudar de plano. Caso não seja cumprida, ela impede que essa mudança ocorra sem multas. 

Mas calma lá, nem tudo está perdido! Isso porque, não é permitido que o prazo de fidelidade ultrapasse 12 meses. 

Ou seja, se no seu contrato o tempo mínimo de permanência for superior a um ano, você pode usar essa justificativa e mudar de plano sem pagar multa.

Está insatisfeito com a sua operadora? 

Confira as ofertas que estão disponíveis na sua região, compare e economize!

Ver planos

5- Tente negociar com a sua operadora

Caso as dicas anteriores não funcionem para você, a solução é partir para o diálogo!

Mas o especialista dá uma dica: "Já vai se preparando, negociações com operadoras não costumam ser muito tranquilas, envolvem várias etapas e você precisa ser persistente na sua decisão." 

Além disso, essa é uma solução que normalmente funciona apenas para consumidores que querem manter na mesma operadora e mudar somente o plano. 

Ou seja, pessoas que estão satisfeitas com o provedor, mas não gostam do plano oferecido. 

Se esse for o seu caso, é possível negociar para mudar de plano sem ter que arcar com a multa. 

Pensando em trocar de operadora? Confira os planos de internet residencial disponíveis na sua região!

atendente de operadora

6- Cumpra o período de fidelidade

De acordo com Alexandre, por mais que essa seja uma das formas menos queridas na hora de mudar de plano sem pagar multa, é com certeza a mais rápida e eficaz!

Caso você já tenha tentado de tudo e mesmo assim se recusa a pagar o valor da multa, que costuma ser alto, a melhor alternativa e aguardar até que o período de fidelidade finalize. 

Nesse caso, é importante ficar atento, já que muitas operadoras trabalham com renovação automática.

Ou seja, confira exatamente em qual mês acaba o tempo mínimo de permanência e cancele no mesmo mês, para evitar que a oferta renove. 

Leia também: quais são os direitos do consumidor ao cancelar um plano de internet!

7- Pesquise antes de contratar

Essa é uma dica para aqueles que ainda não contrataram um plano. 

Se você está em busca de um plano novo, fique atento ao prazo de fidelidade de 12 meses ou outras condições de permanência. Esse é um passo fundamental para conseguir mudar de plano sem multas.  

Além disso, é muito importante pesquisar sobre a avaliação dos consumidores em relação ao plano e a prestadora do serviço. 

Segundo Alexandre, essa pesquisa pode ser feita em sites como o Reclame Aqui para entender qual é o real desempenho na visão de quem já é cliente. 

E lembre-se que a qualidade da internet pode variar de acordo com a região, então busque considerar também avaliações mais regionalizadas. 

Aproveite e saiba como funciona a internet Wi-Fi!

avaliações dos consumidores

É possível acionar a Anatel para mudar de plano sem pagar multa?

Caso a operadora esteja cumprindo com todas as obrigações definidas, de forma clara, no contrato e oferecendo um serviço com um funcionamento conforme o prometido, não é possível! 

Apesar da mudança de plano ser um direito do consumidor, ainda é necessário cumprir com as cláusulas contratuais. 

Contudo, se você estiver insatisfeito com o serviço oferecido pela sua operadora, é possível realizar uma reclamação na Anatel.

Mas é importante deixar claro que a Anatel não vai resolver o seu problema, mas sim notificar e cobrar a operadora a partir do que está estabelecido no código de direito do consumidor. 

Além disso, antes de entrar em contato com a Anatel, é preciso passar pela Ouvidoria da sua operadora e anotar o número de protocolo do atendimento. 

 

Como fazer uma denúncia sobre o plano no Procon?

Além da Anatel, é possível acionar o Procon para denunciar possíveis irregularidades cometidas pela operadora. 

Seja problemas relacionados ao mau funcionamento da internet ou cobranças indevidas, tudo isso pode ser reclamado ao Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor). 

Mas para isso, primeiro você precisa reunir os documentos necessários e já ter entrado em contato com a operadora e registrado uma reclamação na Anatel.

Ou seja, o Procon é a última etapa, que só deve ser acionada se as anteriores não surtirem efeito. 

Nesse caso, basta você entrar em contato com o Procon do seu estado ou da sua cidade, informar a situação e registrar a denúncia. 

Conteúdo atualizado em

Amanda Nascimento

Por Amanda Nascimento

Graduanda em Relações Públicas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Amanda faz parte do time Minha Conexão na produção de conteúdo. Seus textos são desenvolvidos com o objetivo de trazer dados atuais e completos, que contemplem dicas sobre velocidade para que o usuário garanta o melhor plano de internet.

Carregando...