Com tantos dispositivos conectados ao mesmo tempo como TVs, celulares, tablets, laptops, consoles, não demorou muito para que os mais diversos aparelhos passassem a oferecer suporte à Wi-Fi. Ter um roteador wireless em casa virou praticamente uma necessidade.
De fato, a conectividade wireless trouxe a facilidade e possibilidade de acessar a internet em qualquer lugar sem a necessidade de vários cabos conectados ao aparelho. Infelizmente nem tudo é perfeito, sempre tem alguém querendo faturar algo em cima de outra pessoa, e a conexão Wi-fi não fica de fora.

Alguns usuários suspeitam que estão tendo o seu Wi-Fi roubado, portanto não sabem identificar. Devido a estas duvidas, selecionamos algumas dicas de como identificar se estão roubando seu Wi-Fi e o que fazer para evitar isso e ter uma conexão mais segura.

Identificar possíveis alterações

Se a internet ficar mais lenta em algumas horas do dia ou com muita frequência pode estar ocorrendo um possível furto de Wi-fi.Você pode medir a velocidade de internet através do site MinhaConexão, que garante um teste rápido, fácil e com precisão nos resultados.

Outra suspeita de furto virá do roteador, analise as luzes do roteador, se a luz identificada como WLAN estiver piscando mais que o normal possa ser que também esteja ocorrendo um roubo, pois estas luzes piscam de acordo com a quantidade de dados que está sendo transferido pelo roteador. No entanto, se você tiver vários aparelhos conectados à sua rede (mesmo com a sua permissão), provavelmente não vai identificar nenhuma diferença.

Outro modo, porém, mais avançado é acessar as configurações de seu roteador. Qualquer modelo mostrará uma lista com todas as conexões ativas no momento, e com isto você pode bloquear qualquer atividade que te pareça suspeita.
Cada roteador tem sua própria configuração, com menus únicos, impossibilitando maiores informações, é recomendável olhar o manual do seu roteador.

Existem também programas com capacidade de identificar conexões estranhas, estes tipos de softwares faz uma listagem de todos os IPs e aparelhos conectados na sua rede.

Proteja sua rede

A primeira coisa a se fazer é mudar a senha do Wi-Fi. Procure substituir por outra mais complexa, uma dica é variar entre letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres. Não crie senhas óbvias como nome, data de aniversário ou sequências simples como 123.
Divulgue a senha apenas para pessoas de confiança.Um intruso em sua rede pode ter do que uma simples conexão com a internet, ele poderá ter acesso a suas informações pessoais e arquivos. Então atente-se!

Uma vez que a senha foi alterada, você também poderá configurar o roteador para que permita apenas a conexão de dispositivos com endereços MAC concretos (consulte o manual do seu roteador, ou procure um profissional).

Sempre confira a velocidade de internet e realize seus Testes de conexão com o site MinhaConexão, ele armazena e gera um histórico detalhado com os seus testes.
Você pode salvar e imprimir para usar como prova de problemas com sua internet.
O site MinhaConexão, conta com mais de 1.500 provedores cadastrados e tem a maior rede de provedores associados no Brasil!