A internet foi modificada para ser mais funcional e melhorar o seu uso para o usuário, sua ampliação foi tanta que foram criadas novas tecnologias e maneiras para que a internet chegasse até nossas casas. Novos processos e métodos de conexão que avançam junto à tecnologia. Seja como for, a internet hoje é indispensável para a sociedade, pois vem eliminando as estruturas antigas e criando novos conceitos de como podemos usar essa ferramenta a nosso favor.

A internet em seu início, nos anos 90, era algo pouco evoluído e acessível, não havia toda essa tecnologia e opções que temos para nos conectar á rede. A ligação com a rede era feita por meio da conexão discada que necessitava de provedores de internet que forneciam a conexão entre a residência (ou escritório) e o local onde eram localizados os servidores do provedor de acesso a Internet.

A conexão discada é fornecida pelas operadoras de telefonia fixa. Neste modo de conexão a internet tinha muitas instabilidades, quedas de conexão e contas altíssimas de telefone. Entre os provedores de acessos mais usados estão o IG, Uol e o Terra. Nesta época atrás o provedor era obrigatório na contratação do serviço. O provedor nada mais é do que a empresa que fornece autenticação para navegar na internet.

Como funcionam as conexões a internet?

Funciona assim: As empresas que contratam o sinal o distribuem aos seus usuários. Os provedores de acesso são, em geral, empresas ligadas ao setor de telecomunicações, ou até mesmo as próprias companhias telefônicas, que fornecem o acesso à Internet por meio de planos acordados com seus clientes. Provedor de acesso à Internet é provedor de serviços de valor adicionado, que tem a função de conectar um computador a internet permitindo a navegação.

A banda larga chegou ao país por volta do ano 2000, sendo hoje a responsável pela conexão de 97,7% das casas com acesso à rede no Brasil, então a conexão discada só responde por 2,3% dos acessos e essa porcentagem esta cada vez mais próxima de chegar à zero. No acesso discado ainda é necessária à presença de um provedor, porém não se pode cobrar nenhum adicional por isso. E para a banda larga a própria operadora pode oferecer o autenticador de conexão, o serviço é incluso.

Saiba sobre as formas mais conhecidas de conexão em nosso país

Conexão discada: No Brasil ainda é feito o uso da conexão discada para acesso à internet. Há quinze anos isso era ainda mais comum, afinal era a única maneira existente em todo o território nacional para ter acesso à grande rede. Bastava um computador com um fax-modem, uma linha telefônica e um provedor de acesso e após alguns segundos e um som inconfundível, você estava online. Porém com muita instabilidade e lentidão.

Banda larga: O desenvolvimento da internet trouxe várias melhoras tecnológicas, como por exemplos as conexões de alta velocidade, que superam muito a velocidade alcançada por uma conexão discada, além de não ocupar a linha telefônica enquanto você navega. A internet banda larga permite que você faça suas atividades na internet sem se estressar com a lentidão, ou se preocupar com quedas da internet e linha telefônica ocupada.

A Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) acabou em 2013 com a obrigatoriedade da contratação de provedores para realizar a conexão à internet. Os provedores perderam grande parte da responsabilidade que tinham com a evolução rápida que teve a inclusão da banda larga, o próprio prestador de banda larga pode fazer algumas atividades que eram feitas pelos provedores no caso da internet discada, sendo assim os provedores não são tão úteis quanto antigamente, podendo ser descartado.

Hoje as operadoras vendem diversas velocidades de internet, desde as velocidades mais populares até as mais rápidas e o site MinhaConexão faz teste de conexão em tempo real da internet que você contrata. Os testes de velocidade podem ser feitos em qualquer tipo de provedor e mostra qual a velocidade da internet exata. O site tem a maior rede de associados do país e é muito confiável!