Qual estado tem a internet mais cara e mais barata em custo-benefício no Brasil?

Os preços dos planos de internet podem variar muito de acordo com a região. Quanto menos opções de escolha o consumidor tiver, maiores as chances de pagar mais caro pela conexão.

Pensando nisso, a plataforma que compara planos de telecom em todo país, Melhor Plano, realizou um levantamento em março de 2018 a fim de estudar os preços de internet banda larga das principais operadoras em todos os estados do Brasil.

Nessa análise, foi considerado o preço por mega de velocidade da internet, como forma de identificar quais estados possuem os melhores e piores custos benefícios. Os resultados mostram que a diferença entre os estados pode chegar a 48%.

Saiba mais a seguir!

 

Quanto maior o pacote, menor o preço por Mega

Muita gente acredita que está fazendo um bom negócio ao contratar um pacote menor de internet. No entanto, se você navega bastante na internet ou divide a conexão com mais pessoas em casa, com certeza acaba enfrentando problemas, como lentidão e quedas.

Porém, a pesquisa mostra que o custo-benefício pode valer mais a pena para os pacotes mais robustos. Como é possível observar no gráfico abaixo, quanto menor o pacote de internet escolhido, maior será o valor por Mega de velocidade nas principais operadoras do país.

 

 

Por outro lado, isso não quer dizer que os planos com mais megas sejam os mais baratos. Para pacotes acima de 10 megas o preço pode variar de R$119,00 até R$245,00 em média.

Por isso, os planos mais robustos só valem a pena para quem realmente utiliza muito a internet.

 

Qual o estado com a internet mais cara?

Como vimos no tópico anterior, os planos até 10 mega são os mais caros em questão de preço por velocidade. Por isso, o site Melhor Plano considerou a média de preço por Mega de até 10 Mega para calcular quais estados tem o pior e melhor custo benefício.

Como resultado, o Amapá foi o estado com o preço por Mbps mais caro em planos  com pouca quantidade de Megas. No estado o custo por velocidade é em torno de R$59,00 por cada MB por segundo. O valor alto pode ser explicado pela falta de opção no estado, com pouca variedade de pacotes de banda larga e de operadoras.

Não foram encontrados dados suficientes de planos até 10 Mega para Roraima

Seguido do Amapá, São Paulo é o segundo estado com o valor por Mega mais caro, seguido de Goiás e Minas Gerais. No três casos, a variedade de operadoras disponíveis não é um problema, mas há poucas opções de planos abaixo de 10 megas.

Tendo isso em mente, o ideal é que você pense bem antes de contratar um plano de até 10 Mega nessas regiões. Segundo o comparador, pode valer mais a pena contratar um plano de 15 Mega, dependendo do quanto o usuário estiver disposto a pagar.

Porém, para aqueles que utilizam a banda larga apenas para chegar e-mails e redes sociais, ainda é melhor contratar um pacote com menos Mega ou adquirir um modem 4G.

 

Qual estado possui a internet mais barata?

Segundo os dados da pesquisa, Sergipe é o estamos com menores médias de preço por Mega de velocidade contratada, cobrando em torno de R$9,99 por Mbps.

Apesar de não possuir muita variedade de planos abaixo de 10 Mega, como os estados anteriores, sua média de preço é menor porque um mesmo pacote na capital Aracaju pode custar até 16% a menos que em São Paulo ou Belo Horizonte.

Logo atrás de Sergipe, Amazonas e Espírito Santo seguem com bons preços, cobrando em torno de R$10,50 por cada Mega de velocidade contratada.

Para conferir o valor total desses planos e comparar os preços no seu estado, visite o comparador de banda larga do Melhor Plano e selecione a sua cidade.

 

Mais Megas não garantem maior velocidade

Essa é uma afirmação que pode parecer estranha, já que quem quer ter maior velocidade de internet em casa ou no trabalho acaba tendo que contratar um plano com mais Megas.

No entanto, muitas vezes as operadoras acabam não entregando toda a quantidade de velocidade prometida na hora da contratação. Esse é um problema que pode acontecer devido a muitos fatores, desde aparelhos  desatualizados até um cabeamento feito de maneira incorreta.

Por isso, avaliar o preço durante a contratação de um plano é muito importante, mas não pode ser a única atitude a ser feita. O usuário sempre deve consultar a qualidade da prestadora e de seus serviços para evitar que o barato saia caro e identificar quando vale a pena pagar um preço um pouco mais alto.

Como é o caso do estado de São Paulo, por exemplo. Apesar do estado ser o segundo com o preço por Mega mais caro do país, é também a capital com a internet mais veloz, de acordo com o ranking do Minha Conexão. Por outro lado, Aracaju, capital de Sergipe, ocupa a 21º posição em velocidade da banda larga.

 

Então, como o seu estado se saiu na pesquisa? Conte para a gente!

Posts Relacionados