Deep web, a internet escondida

Segundo a coordenadora do curso de Sistemas de Informação das Faculdades Esucri, Andréia Ana Bernardini, a deep web, ou internet profunda, é apenas um mecanismo de busca.

A deep web é conhecida por uma minoria dos usuários de internet e nada mais é do que uma parte da rede mundial de computadores que vai além dos sites de notícias, jogos, séries, filmes e e-mails, redes sociais e tudo o que a gente conhece quando utiliza o Google ou outro mecanismo de busca conhecido.

A deep web pode ser considerada como uma maneira diferente de usar a internet, principalmente porque, através dela, o usuário não deixa rastros, ou seja, ele pode navegar com muito mais segurança.

Além disso, o usuário também pode conseguir mais resultados, tendo acesso a sites não indexados, que não aparecem nos resultados dos buscadores tradicionais e, mesmo por isso, a maior parte dos usuários não chega a conhecer nem 5% do seu conteúdo.

Como se trata de uma internet sem filtro, o usuário pode encontrar na deep web tanto sites bons como ruins. Navegando sem estar sendo monitorado, muitas pessoas acabam usando a deep web para venda de drogas ou compartilhamento de pornografia, principalmente infantil.

Dessa forma, a deep web acaba sendo usada de forma indevida, como acontece com qualquer coisa. Da mesma forma que tudo tem seu lado bom e seu lado ruim, com a internet não é diferente.

Um dos pontos interessantes é que não existe uma forma única de acessar a deep web, já que ela é composta de várias redes separadas, que não mantém contato entre si. A rede mais conhecida é o Tor, um software de origem anônima e código aberto, que aparece na mídia com mais frequência.

Entre as páginas mais conhecidas do Tor está o Silk Road, um site de venda de drogas que foi derrubado pelo FBI, mas que surgiu rapidamente em outros endereços.

Se você ainda não conhece e quer saber mais sobre a deep web, o primeiro passo é baixar o Tor, que possui versões para o Windows, Mac e Linux. A maneira mais fácil de começar a acessar os sites da deep web é baixar o Tor Browser, que oferece um pacote completo com o software que se conecta à rede Tor e um navegador pré-configurado para acessar a rede, que é uma adaptação do Firefox.

O Tor Browser pode ser baixado na página oficial. Basta executar o instalador e seguir as instruções na tela. Pode ser que o assistente pergunte se você possui uma internet livre de obstáculos e, a não ser que você esteja em uma rede censurada ou filtrada, é só clicar no botão “Connect” e o navegador será aberto imediatamente. Porém, tome cuidado: não cometa nada errado enquanto estiver navegando.

A velocidade com que você navega na deep web é a mesma com que navega normalmente pelo Google. Para conferir se a velocidade de sua conexão está dentro dos padrões, faça sempre sua consulta. Seu provedor deve oferecer o que está no contrato.

Posts Relacionados

Deputados ainda querem censurar a internet

Autor: minhaconexao | 27 de dezembro de 2017
No primeiro momento, as intenções do projeto 8.540/2017, que está em discussão na Câmara dos Deputados, são boas, ou seja, pretende tipificar crimes de ódio…

Internet e o Natal: mudança dos tempos

Autor: minhaconexao | 26 de dezembro de 2017
Enquanto a Anatel informa que triplicou a média de megabytes utilizados por mês na internet, a média de minutos usados para ligações apresentou queda de…