Do 1G ao 5G: conheça a história da Internet móvel

Enviar mensagens, fazer vídeo-chamadas, pedir um táxi, tirar uma dúvida, pedir comida, ouvir música. Sem sombra de dúvida, a internet móvel hoje nos fornece um mundo de possibilidades. Mas nem sempre foi assim, houve um tempo que  era difícil até mesmo fazer uma ligação.

O G em “4G” ou “5G” significa geração. O número é apenas uma representação da evolução da tecnologia. Atualmente, estamos usando a 4ª geração de tecnologias de comunicação sem fio. Mas antes vamos voltar onde tudo começou, quase 50 anos atrás:

O primeiro telefone celular – 1970

Um engenheiro da Motorola, chamado Martin Cooper, durante a década de 1970, estava trabalhando em um dispositivo portátil capaz de permitir comunicação sem fio bidirecional, foi quando inventou o primeiro celular.

Ele foi inicialmente desenvolvido para uso em um carro e seu primeiro protótipo foi testado em 1974. Esta invenção é considerada o ponto de virada na comunicação sem fio. Pois é a partir dela que todas as outras tecnologias evoluíram.

Martin cooper segurando um smartphone e o primeiro celular

1G – 1980

A primeira geração de conexões sem fio para dispositivos móveis começou a ser usada no  início dos anos 80. Apesar de ser a primeira conexão sem fio, ela não funcionava muito bem e possuía diversos problemas.

A qualidade da chamada de voz era péssima por causa da interferência, devido ao tipo de sinal usado, além disso, os primeiros modelos pesavam cerca de 1 kg, tinha uma bateria que durava pouco e só possuíam uma função: realizar chamadas.

A verdadeira contribuição dessa tecnologia foi tornar o mundo um pouco menor. Pois, naquele momento se tornou possível se comunicar com qualquer pessoa de qualquer lugar, só precisava de um celular.

Características da 1ª geração

  • Freqüência de 800 MHz e 900 MHz
  • Largura de banda: 10 MHz
  • Tecnologia: analógica
  • Modulação: modulação de frequência (FM)
  • Modo de serviço: somente voz
  • Má qualidade de voz devido a interferências
  • Vida útil da bateria: fraca
  • Telefones celulares de grande porte (não é conveniente para transportar)
  • Menos segurança (as chamadas podem ser decodificadas usando um desmodulador de FM)
  • Número limitado de usuários e cobertura de celular
  • O roaming não foi possível entre sistemas semelhantes

2G – 1990

A segunda geração de redes sem fio para dispositivos móveis, trouxe com ela melhor qualidade nas chamadas de voz, mas não parou por aí. Por se tratar de um tecnologia digital, diferente da 1G que era analógica, ela possibilitou o surgimento da Short Messaging Service ou SMS.

Ao final de sua geração já podíamos até mesmo baixar imagens e sons, mas tudo com um certo limite devido às baixas velocidades.

Os dispositivos 2G ficaram mais populares, pois seu custo era menor comparado aos seus predecessores. Além disso, o tamanho dos aparelhos diminuíram bastante e, hoje em dia, ainda é comum ver o uso destes aparelhos em zonas rurais onde o alcance das novas gerações ainda não chegou.

Durante a 2ª geração existiu também uma tecnologia chamada de 2.5G, o mérito dela foi melhorar a transferência existente de dados, foi basicamente uma fase de transição entre as tecnologias 2G e 3G.

Características da 2ª geração

  • Sistema digital (comutação)
  • Serviços de SMS é possível
  • Roaming é possível
  • Segurança melhorada
  • Transmissão de voz criptografada
  • Primeira internet com taxa de dados de 64~144 kbps
  • Menos recursos em dispositivos móveis
  • Número limitado de usuários e capacidade de hardware
Nokia 3310 famoso celular da segunda geração

3G – 2000

No final dos anos 2000, iniciou-se o uso da terceira geração de redes sem fio para dispositivos móveis. Foi este novo tipo de conexão que possibilitou a transformação de celulares em smartphones.

Com a capacidade de transferência de dados aumentada de forma exponencial, além de chamadas e SMS’s passamos a ter dispositivos capazes de fazer transmissão de vídeos em tempo real, acesso a serviços de stream, entre outras diversas funcionalidades que foram sendo criadas com o passar dos anos.

Em dezembro de 2007, a Apple anuncia o iPhone, e pouco tempo depois, em 2008, a Google lançou seu sistema operacional, o Android. Foi nesse período em que a grande mudança aconteceu.

Os smartphones só viram uma grande adesão a partir do desenvolvimento das redes 3G, e se hoje não conseguimos viver sem nossos celulares é por causa da rede 3G.

Características da 3ª geração

  • Maior taxa de dados, com velocidades de até 2 Mbps
  • Maior segurança, maior número de usuários e cobertura
  • Suporte para aplicativos móveis
  • Geolocalização e mapas
  • Melhor navegação na web
  • Enviar / receber mensagens de email grandes
  • Web de alta velocidade / mais segurança / videoconferência / jogos 3D
  • Streaming de TV / TV móvel / chamadas telefônicas
  • Taxas caras para serviços de licenças 3G
  • Foi um desafio construir a infraestrutura para 3G

4G – 2010

Já se passaram quase 10 anos desde que a quarta geração de tecnologia de comunicação sem fio foi anunciada.

Com velocidades de 100Mbps, a 4G foi rapidamente implementada em grandes centros, como capitais e cidades importantes. Sua cobertura ainda não é tão ampla como a 3G, mas vemos um crescente aumento ao passar dos anos.

Características da 4ª geração

  • Taxa de dados muito maior até 1 Gbps
  • Maior segurança e mobilidade
  • Latência reduzida para aplicativos de missão crítica
  • Streaming e jogos de vídeo de alta definição
  • VoLTE de voz sobre a rede LTE (uso de pacotes IP para voz)
  • Hardware e infraestrutura caros
  • Espectro caro (na maioria dos países, bandas de frequência são muito caras)
  • Dispositivos móveis de ponta compatíveis com a tecnologia 4G necessária, o que é caro
  • Ampla implantação e atualização são demoradas

5G – 2020

A quinta geração tecnologia de comunicação sem fio ainda está em seus estágios iniciais e a tecnologia só deve aparecer no mercado  em 2020, no mínimo.

As metas para o futuro 5G incluem velocidades significativamente mais rápidas (um mínimo de 1 Gbps e talvez até 10 Gbps), além de menores requisitos de energia para melhor suportar grandes números de novos dispositivos da Internet das Coisas (IoT). Ela terá recursos para fornecer conectividade de vários dispositivos, velocidades de dados mais altas, para citar apenas algumas.

Características da 5ª geração

  • Irá oferecer suporte para a WWWW (wireless World Wide Web)
  • Alta velocidade
  • Fornece transmissão ampla de dados em Gbps.
  • Jornais multimídia
  • Transmissão de dados mais rápida que da geração anterior
  • Suporte multimídia interativa, voz, streaming de vídeo, internet e outros
  • Mais eficaz
  • Carros autônomos
  • Cidades inteligentes

Conclusão

Podemos notar que a cada geração uma grande mudança aconteceu. Então essa é a pergunta que deixo a vocês, quais serão as novas tecnologias que irão surgir com o 5G? Deixe a resposta aqui nos comentários!

Enquanto o 5G não chega, que tal testar como anda a velocidade da sua internet móvel?

Posts Relacionados