Internet Discada: Esse Serviço Ainda Existe?

Você já deve ter ouvido por aí os mais nostálgicos falando sobre internet discada. Eram horas para baixar um arquivo de 15MB, alguns minutos para abrir uma simples página.  No mundo onde existe o serviço de internet banda larga, fica até difícil de imaginar, não é mesmo? A velocidade da internet de hoje em dia era apenas uma utopia!

Mesmo nos dias de hoje, ainda há pessoas que fazem uso desse serviço! Quer saber mais sobre como foi a era da internet discada e como ela é utilizada hoje? A gente te conta tudo, confira abaixo!

O que é internet discada?

Se você nasceu no fim da década de 1990, provavelmente não teve muito contato com a internet discada. Mas essa era a única maneira de você fazer pesquisas nos buscadores, participar de chats e fóruns e checar seu e-mail.

A internet discada, ou a dial-up, é a conexão via telefone. Ou seja, seu computador ligado à WEB por meio de uma linha telefônica e um provedor. Ela nasceu dentro das maiores universidades do mundo, para que a troca de arquivos fosse possível, assim como a comunicação entre servidores diferentes.

As primeiras operadoras viram ali um novo serviço e passaram a disponibilizá-lo para residências.

Veja também: Saiba mais sobre a internet das coisas!

Como funcionava a internet discada

Para se conectar à internet você precisava ter uma linha telefônica e um provedor de internet. Aquele fio comum ao telefone fixo, que fica conectado na parede, era plugado no computador. Isso fazia com que a linha ficasse ocupada.

Se alguém tentasse ligar na sua casa e você estivesse na internet, não era possível falar. Com a popularização tanto da internet quanto dos telefones fixos, com preços mais em conta, algumas famílias tomavam a decisão de contar com duas linhas na residência, uma para ligações e outra para internet.

Depois, você acessava o programa do provedor de internet instalado no seu computador. Os mais comuns eram da AOL, UOL e BOL e você pagava para utilizá-los, da mesma forma como você paga às operadoras hoje pelo serviço de banda larga. Depois surgiram algumas opções gratuitas, como a IG.

A partir de então você fazia seu login e escutava um tradicional barulho da linha sendo conectada. A conexão não era imediata, principalmente se era em horário de pico, e você às vezes ficava na mão sem conseguir, mesmo depois de muito tempo tentando.

Após ter sucesso na conexão, finalmente você podia utilizar a internet!

Velocidade da internet discada

A velocidade da internet discada não era das melhores. O máximo a se conseguir era 56,6 kbps. Isso significa que até as pesquisas mais simples em buscadores como Yahoo ou o extinto Cadê, demorava para processar, assim como as páginas.

Era comum entrar em um site e deixá-lo carregando, enquanto ia ao banheiro, buscava algo na cozinha ou via televisão.

Todo mundo sabia que era lento, mas ninguém tinha ideia do que a internet viria a ser, com velocidades altíssimas como se tem acesso hoje.

Aliás, você sabe qual a velocidade da sua internet? Você pode fazer um teste clicando aqui!

Preço de internet discada

Outro ponto sobre a internet discada é que você pagava como se fossem ligações realizadas. Na maioria das vezes a cobrança era feita por minuto. Portanto, se você ficasse três horas conectado, você pagava os minutos desse tempo.

Algumas operadoras faziam promoções. De meia noite às 6h, por exemplo, ou aos fins de semana, você podia fazer quantas ligações quisesse e pagava apenas por um minuto ou até gratuitamente. Dessa forma, o uso da internet discada nesses momentos também saía mais em conta.

Estabilidade da internet discada

Estabilidade não era algo muito comum na era da internet discada. Na verdade, o que acontecia era que você estava no auge de bate-papo com alguém e de repente ficava off-line, principalmente nos momentos em que havia muitas pessoas conectadas.

Por mais que você se acostumasse com a situação, não era nada legal e você tinha que reiniciar todo o processo de conexão.  

E hoje? A internet discada ainda existe?

Sim, o serviço de internet discada ainda existe! No entanto, a quantidade de usuários é pouco expressiva, sendo um serviço utilizado principalmente em regiões rurais e outros pontos onde a tecnologia banda larga não chega ou é muito cara.

De acordo com recentes indicadores, mais de 78% das casas no Brasil estão conectadas pela internet banda larga. Já na internet discada conta com 0,4% de acessos no país. Ou seja, até mesmo o acesso pelo celular hoje é muito maior.

No entanto, essa é uma opção válida para as pessoas que não contam com outras opções, devido às dificuldades geográficas e tecnológicas onde mora. Em alguns casos, é possível contar com internet via satélite, mas os valores são bem mais caros.

Como utilizar a internet dicada?

Assim como antigamente, para usar a internet discada você precisará de acesso a uma linha de telefone e um provedor, que fará a conexão.

Os provedores que antes faziam essa ponte acabaram tornando-se grandes portais de notícias e, hoje, não oferecem mais essa possibilidade aos usuários.

Entre as principais operadoras nacionais, apenas a Vivo continua oferecendo esse serviço. Trata-se do Vivo Internet Discada, anteriormente conhecido como iTelefônica. No caso, ela oferece um discador gratuito que você pode acessar na página da operadora, fazer o cadastro e download do discador.

No entanto, o valor em si que você pagará pelo uso da internet discada é de acordo com o seu plano de telefonia fixa. Se o serviço contratado conta com ligações ilimitadas, você não pagará nada a mais, mas, caso seu pacote seja de minutos, a tarifa vale para a utilização da internet discada também.

Vivendo na era da banda larga

Desde a metade da década de 2000, a tecnologia de internet banda larga chegou ao Brasil e revolucionou com tecnologia, velocidade e mais estabilidade. Inicialmente os valores pesavam no bolso, o que fez com que o acesso da população ocorresse aos poucos.

Hoje o que não faltam são opções para ter uma banda larga em casa. Praticamente todas as grandes provedoras de telefonia oferecem esse serviço e você pode encontrar todo tipo de preço, escolhendo de acordo com o plano que mais combina com as suas necessidades.

É possível encontrar todo tipo de pacote, desde um mais simples para consumo moderado, de 5 Mega, por exemplo, até de 120 ou 150 Mega para locais onde muitas pessoas utilizam a internet.

Curtiu saber mais sobre a internet discada? Deixe um comentário sobre sua experiência!

 

Posts Relacionados