Claro e Nextel: veja como a fusão pode afetar os clientes

O mercado acompanha com alvoroço, desde o início de 2019, a fusão da Claro e Nextel. Isso porque a América Móvil, que controla a Claro, fechou um negócio com a NII e AI Brazil Holdings, detentora da Nextel. A venda rendeu US$905 milhões para os antigos donos da Nextel e faz com que a Claro ganhe mais força no cenário brasileiro de telecomunicações.

Mas, como isso impacta os clientes e o que deve mudar com a fusão Claro e Nextel? Saiba mais a seguir!

Acordo entre Claro e Nextel

Em 18 de março de 2019, a América Móvil anunciou a compra da Nextel. A comercialização foi uma surpresa para o mercado, já que a Tim já havia se pronunciado com interesse e era prevista como empresa que iria fazer a aquisição. 

A transação foi de mais de R$3,5 bilhões e permitiu que a América Móvil, dona da Claro, adquirisse 100% das ações da empresa. Além do Brasil, a atuação da Nextel em países como Chile, México, Peru e Argentina passam a ser da Claro. 

A junção completa de Claro e Nextel ainda passa por processos de aprovação na Agência Nacional de Telecomunicações (Nextel) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). 

No entanto, espera-se que não haja nenhum tipo de percalço, já que a Nextel obtinha apenas 1,4% do mercado brasileiro.  Ainda assim, o Cade recebeu pedido de contestação da Tim e da Telefônica, alegando concentração elevada de espectro de radiofrequências em uma só empresa. 

Embora seja uma pequena parcela de atuação no Brasil, isso equivale a 3,3 milhões de linhas em uso no país, com grande concentração de clientes no RJ e SP, que são importantes cidades do país. 

Veja também: Faça um teste de velocidade da sua internet!

O que muda na vida do cliente?

Quando uma empresa é adquirida por outra sempre ocorrem mudanças. Algumas podem não ser tão impactantes, mas o cliente sempre fica confuso e querendo saber como vai ser daqui pra frente. 

Nem a Claro nem a Nextel ainda não se pronunciaram sobre como será a transição. Portanto, nada é oficial no que diz respeito aos planos e como será a junção de serviços. Apenas uma coisa é certa: de acordo com a lei de defesa ao consumidor, os contratos vigentes da Nextel devem permanecer sem alterações, com regras conforme o cliente contratou.

Ou seja, se você é cliente Nextel, tudo permanece como você contratou. Os valores serão os mesmos, o período de fidelidade do contrato, dados de internet, etc. tudo continua igual. Só haverá alterações caso você queira passar para outro plano ou pacote da Claro. 

Ainda assim, para você ficar mais tranquilo, aqui vão alguns pontos para ficar atento!

Sinal Instável

Todos os clientes que eram da Nextel podem sofrer um pouco de instabilidade de sinal nessa fusão de Claro e Nextel. Isso porque a Nextel utilizava antenas e sinal da Vivo, que até então era a operadora parceira. Como haverá essa troca para as antenas da Claro, o sinal pode oscilar um pouco até a adaptação completa.

Migração automática

Você não precisará fazer uma migração oficial, nem pedir portabilidade para ser cliente Claro. Isso porque, assim que a aquisição for concluída, todos os clientes Nextel passam a ser da Claro. Isso significa que você não precisará aderir a um novo contrato, nem repassar seus dados novamente. 

Nesses casos, a operadora que adquire outra costuma deixar esse tipo de burocracia apenas internamente, para não afetar seus clientes, nem causar nenhum transtorno desnecessário. 

Fique atento ao contrato

Por mais que a indicação é de uma transição tranquila, sem drásticas mudanças para os clientes, é importante ficar atento aos serviços que você contratou e o que está recebendo da operadora. 

Verifique se você está recebendo tudo que contratou e se não há cobranças indevidas. Se você era cliente Nextel e percebeu que houve algum tipo de mudança, faça uma reclamação oficial na Central de Atendimento da Claro (que agora será a sua operadora). 

Se você perceber que foi lesado de alguma maneira e a Claro não resolver seu problema, faça uma denúncia na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

Veja aqui como fazer reclamações na Anatel. 

A Nextel vai deixar de existir?

Até que a Claro e Nextel se pronuncie a respeito, não é possível dizer se o nome Nextel deixará de marcar presença no mercado. Quando a NII Holdings vendeu a empresa, também vendeu o nome da marca. Por isso, vai depender do posicionamento da America Móvil. É possível, inclusive, que os clientes continuem adquirindo serviços Nextel. 

Foi o caso, por exemplo, de quando a Net e a Claro fizeram a fusão em 2016. Embora as duas empresas pertençam à América Móvil, as marcas se mantiveram independentes. O cliente pode escolher contratar uma operadora ou outra e ainda montar combos de serviços com as duas companhias.

Veja também: Conheça os planos que a Claro disponibiliza!

Claro e Nextel juntas no mercado

Com a fusão das empresas Claro e Nextel, a América Móvil se consolida como uma das maiores operadoras do Brasil. Sua cobertura passa a ser maior, assim como a quantidade de serviços e a possibilidade de melhoria dos serviços. 

Até o momento, quem é a líder de mercado de telecomunicações no país é a Vivo, com 36% de participação. A Claro e Nextel juntas ficam mais próximas desse patamar, com mais de 26%, se firmando no 2º lugar, mas com força suficiente para galgar maior espaço. 

A aquisição dá à Claro faixas de 1,8 GHz e 2,1 GHz, além de maior presença de clientes pós-pago nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Isso traz mais vantagens para a operadora em leilões de redes e ofertas de serviço.

 

E aí curtiu as informações? O MinhaConexão traz todas as notícias relevantes e sobre o universo das telecomunicações. Acompanhe!

Posts Relacionados

Descubra como funciona o Nextel Controle!

Autor: Anne Morais | 19 de março de 2019
Quando o assunto é telefonia móvel, cada pessoa tem um plano que combina melhor consigo. A verdade é que com certeza há um pacote perfeito…

Saiba tudo sobre os planos Nextel Pós-Pago!

Autor: Anne Morais | 14 de abril de 2019
A Nextel revolucionou o mercado há algumas décadas, oferecendo a opção de fazer ligações via rádio entre seus clientes. Atualmente, esse já não é um serviço…