A cada ano que passa, a tecnologia aparece com muitas novidades. A revolução é tanta que muitas coisas que pareciam impossíveis de acontecer, hoje são possíveis e com muita facilidade, graças à ajuda da tecnologia.

A internet vem contribuindo muito com toda essa revolução, e uma prova disso é a internet das coisas, também conhecida, em inglês, como Internet of Things (IoT). Esse tipo de tecnologia será capaz de conectar qualquer tipo de objeto à rede de internet, deixando tudo muito mais prático e integrado.

Certamente você já ouviu falar em fechaduras que são conectadas na internet e até mesmo em alguns eletrodomésticos, como geladeiras, que também contam com esse tipo de conexão.  Com a ajuda de dispositivos que se comunicam, é possível fazer com que as coisas se conectem com o mundo digital e se tornem um só, tudo controlável e comunicável, literalmente nas palmas de tua mão.

 

Qual é a Proposta Desse Conceito?

O objetivo principal da internet das coisas é facilitar o dia a dia das pessoas e fazer com que os objetos fiquem ainda mais eficientes do que já são. Isso não quer dizer que é possível usar a porta da geladeira para navegar na internet, mas sim que ela ficará maisinteligente e será capaz de se comunicar automaticamente com outros objetos ou até sites de supermercados.

Por exemplo, se algum alimento acabar ou estiver acabando, a geladeira vai te avisar e quem sabe até mostrar em qual supermercado é possível encontrar aquele produto mais barato. Este é um exemplo de como funcionará a internet das coisas.

 

Como a Internet das Coisas é Possível?

Ela funciona através de uma radiofrequência e de um pequeno banco de dados de cada aparelho eletrônico. Com esses dados, a rede consegue identificar os aparelhos que já estão cadastrados na própria rede.

Porém, não basta apenas uma rede de dados para a internet das coisas funcionar. É preciso que tenha uma conexão externa e algum serviço on-line que faça com que o dono do ambiente consiga acessá-la de qualquer lugar.

A intenção da indústria da tecnologia é fazer com que essa conexão seja feita de uma forma padronizada, para haver mais segurança e um desempenho melhor, além de ser mais prático para empresas que trabalham com a internet das coisas.

 

Essa Internet é Totalmente Segura?

Todo o projeto é excelente, mas não é 100% seguro. As empresas responsáveis pela internet das coisas procuram desenvolver ações preventivas para lidar com a segurança e também com a privacidade dos usuários.

Alguns desses cuidados são a recuperação e confidencialização de dados e a proteção para o usuário, bem como total privacidade e integridade de cada um.

Infelizmente, na internet existem riscos, e a pessoa que contratar esse serviço precisa estar ciente disso. Porém, o nível de segurança é bem alto e com certeza faz o investimento valer a pena.

Para saber se a sua internet tem capacidade para suportar internet das coisas, é só fazer um teste de velocidade, que está disponível no site da MinhaConexão, que conta com a ferramenta de speed test.

Além do mais, no blog da MinhaConexão é possível encontrar muitos artigos interessantes voltados para o mundo da internet. São artigos referentes a diferentes tipos de conexões, servidores, curiosidades, diferenças entre uma rede e outra e muito mais.