O Facebook vem procurando há algum tempo aumentar a velocidade de conexão da internet. Recentemente, a empresa de Mark Zuckerberg recrutou a Qualcomm, empresa de tecnologia formada por engenheiros, cientistas e estrategistas de negócios.

A empresa Qualcomm está presente em diversos países no mundo todo, mantendo o foco no objetivo de fazer novas descobertas para a tecnologia móvel de internet.

O Facebook quer a Qualcomm participante de seu Terragraph Project, que tem como objetivo criar uma rede sem fio de altíssima velocidade para conectar todos os usuários de internet.

O Facebook vem testando essa tecnologia há algum tempo em seu campus na Califórnia, Estados Unidos. A empresa já conseguiu atingir velocidades de transmissão de dados superiores a 1 Gb/s (gigabit por segundo) e o plano atual é testar as transmissões na região central da cidade de San José, também na Califórnia, antes de fazer o mesmo em outras regiões dos Estados Unidos e de outros países.

A busca é por uma solução de conexão à internet sem fio que consiga velocidades mais altas, sendo, ao mesmo tempo, confiável e eficiente.

O projeto foi amplamente anunciado durante a F8, a conferência anual do Facebook para desenvolvedores, ainda em 2016. A ideia principal é criar um substituto para as conexões a cabo ainda bastante comuns atualmente.

É uma tecnologia baseada no padrão 802.11ay, que é sucessor do 802.11ad, devendo ser usada em chipsets da Qualcomm, oferecendo velocidades de transmissão de 20 a 40 Gbps, embora em distâncias ainda curtas.

O problema da distância, inclusive, é um dos maiores desafios que o Facebook deve enfrentar e superar. Pelos documentos da IEEE, organização responsável por esses padrões, o 802.11ay consegue alcançar pelo menos 10 metros em ambientes internos e 100 metros em ambientes externos, o que indica a necessidade de uma série de pontos e antenas instalados em uma cidade, criando uma rede mesh, para levar a o sinal a todos os pontos.

Conforme explicou o gerente de marketing da Qualcomm, Jesse Burke, os nodes devem ser instalados em postes de luz ou mesmo no telhado e nas laterais de edifícios e residências. As pessoas que quiserem se aproveitar da tecnologia, dessa forma, também irão precisar de um dispositivo compatível com o padrão.

No primeiro momento, o plano da Facebook e da Qualcomm é começar a fazer os testes da tecnologia em meados de 2019. As empresas não determinaram em qual cidade e quais as cidades que serão contempladas em primeiro lugar, mas a rede social já tem como certa a cidade de San José, local em que começou a fazer os primeiros experimentos.

Enquanto não está disponível uma tecnologia mais avançada para a velocidade de conexão da internet, procure sempre conferir sua própria conexão. O seu provedor estabeleceu um limite para downloads e uploads que deve ser respeitado. Caso você não esteja sendo respeitado, reclame com seu provedor.