O jornal O Globo possui uma equipe de checagem de notícias para identificar possíveis fake news antes de sua publicação. A equipe criou um manual para ajudar a identificar notícias falsas, um dos grandes problemas apresentados nas redes sociais.

A equipe recomenda que qualquer usuário de internet siga as dicas abaixo para ter maior certeza de que está consumindo e compartilhando uma informação de qualidade e confiável:

Não leia apenas o título

Uma das coisas mais comuns é que as fake news sejam publicadas com o título sem relação com o conteúdo, manipulando informações. Duas linhas muito raramente dão conta de todo o conteúdo de qualquer notícia. É preciso ler qualquer publicação do começo até o fim antes de compartilhá-la para reduzir as chances de espalhar uma informação falsa.

Desconfie de textos alarmistas

Quando a manchete e os textos são alarmistas, até podem despertar a curiosidade, embora o objetivo seja apenas conseguir mais cliques. Se você perceber expressões como “desmascarado” ou “saiba aqui a verdade sobre”, desconfie: existem grandes possibilidades de que a informação não seja confiável.

Informações vagas podem não ser verdadeiras

Conteúdo com informações genéricas, sem identificações dos envolvidos ou do local em que ocorreram os fatos não são nada confiáveis. As notícias sérias sempre passam informações importantes ao leitor, mostrando detalhes sobre qualquer fato apresentado.

Verifique a data da publicação

Notícias e textos antigos sempre costumam circular novamente nas redes sociais quando o assunto a que se referem se tornam novamente notícia. Você deve ficar atento à data da publicação. Pode até ser que a informação compartilhada tenha sido verdadeira, mas com o passar o tempo ela pode se tornar falsa, provocando alguma confusão.

Cuidado com áudios e vídeos

Os áudios e vídeos podem ser facilmente editados e tirados do contexto. Portanto, desconfie de vídeos que mostram cenas incomuns. Procure encontrar a gravação original e pesquisar as circunstâncias em que ela foi feita.

Verifique se a informação foi publicada por um órgão de imprensa conhecido e respeitado

Sempre que uma informação é relevante e verdadeira, provavelmente ela foi publicada por algum órgão de imprensa conhecido e respeitado. Portanto, procure saber se já existe alguma reportagem sobre o assunto e confira sua apuração. O jornalismo sério tem o compromisso de ouvir e incluir os dois lados da história.

Consulte as fontes oficiais

Nas redes sociais é muito fácil atribuir uma informação a qualquer órgão oficial, mesmo que seja uma fake news. Por isso, sempre é necessário checar as fontes. Muitos órgãos públicos apresentam dados em seus sites, o que facilita a pesquisa.

Verifique antes de compartilhar

Apenas repasse informações que você tenha certeza que são verdadeiras. Não se esqueça que você é responsável pelo que compartilha. Se, por acaso, encontrar mensagens do tipo “mande esse texto para todos os seus contatos” ou “faça essa mensagem chegar ao maior número de pessoas” são bastante comuns em conteúdo que possuem informações falsas.

Verifique sua velocidade de internet

Esse tópico não tem a ver com as informações que passamos neste post. É só mesmo para lembrar que você também não pode confiar totalmente no provedor de internet: verifique a velocidade que está recebendo informações e, se não for a contratada, reclame.